Experience: informação é poder - Bravi

howciee

Experience: informação é poder

Experience: informação é poder

5 minutos de leitura

Ao implementar a Universidade Corporativa, a Bravi revolucionou a maneira como os funcionários do CIEE interagiam com os cursos internos da instituição, e garantiu instrumentos de análise e controle para solucionar problemas que pareciam crônicos para a empresa. 

Para entender como isso aconteceu, é preciso analisar a interação dos funcionários com os cursos, começando pelas primeiras horas de empresa.

Antes da plataforma ser implementada, a grande maioria dos cursos internos era realizada de forma presencial. 

As aulas exigiam reserva de um espaço adequado, combinação de horários, deslocamento de todos os envolvidos e dedicação exclusiva de instrutores da área de Recursos Humanos para efetuar o treinamento.

Depois que a Universidade Corporativa foi criada, a maioria dos cursos passaram a ser ministrados de maneira virtual, utilizando os recursos disponíveis na plataforma customizada pela Bravi de acordo com os critérios estabelecidos pelo CIEE. 

Além de tornar o conteúdo mais acessível, flexibilizar o aprendizado e reduzir custos — virtudes que podem ser associadas a quase todos os mecanismos de ensino a distância —, a Universidade Corporativa trouxe elementos de controle e gestão que antes não existiam.

Na prática, os gestores passaram a ter relatórios completos sobre a frequência dos funcionários. Antes, essas informações costumavam chegar de forma incompleta porque eram realizadas em sua maioria de forma manual. 

A partir da implementação, foi possível descobrir quais cursos eram mais populares, quais eram mais demandados, quais tinham uma frequência menor e quais não despertavam tanto interesse. 

Além de gerir a frequência e as matrículas dos alunos, essas informações permitiram ao CIEE repensar toda a estrutura de cursos oferecidos.

A experiência foi tão positiva que todos os cursos passaram a ser geridos por meio da Universidade Corporativa — inclusive aqueles que permaneceram sendo ministrados de forma presencial. 

Para os funcionários que realizaram os cursos, a experiência com a Universidade Corporativa também foi transformadora. Assim que um funcionário novo chegava ao CIEE, ele já era matriculado automaticamente nas trilhas de conteúdo obrigatórias. 

À medida em que avançava pelos conteúdos obrigatórios e aumentava o seu conhecimento por meio das aulas oferecidas na Universidade Corporativa, o funcionário podia manifestar seu interesse em outros cursos. 

De uma ponta a outra, a experiência do CIEE e dos funcionários com a Universidade Corporativa foi bem-sucedida, a ponto de gerar resultados surpreendentes para a empresa. 

É isso que veremos no próximo tópico da nossa relação com o CIEE.