18 minutos de leitura

Não importa se você deseja um app para oferecer serviços ou quer fidelizar os clientes: o primeiro passo para quem está projetando um aplicativo está na definição entre app nativo, web app ou app híbrido.

Ficou confuso? Apesar dos nomes pouco intuitivos, entender esses termos é mais simples do que você imagina. Neste artigo, nós vamos explicar, de forma simplificada, tudo que você precisa saber para tomar a melhor decisão ao lado dos desenvolvedores.

Mas, antes disso, é preciso compreender as consequências por trás dessa escolha. 

Escolher a tecnologia certa para a solução que você deseja implementar é uma decisão que vai impactar profundamente o resultado final: performance, usabilidade, funcionalidades, velocidade, disponibilidade, custos… tudo passa por essa definição inicial.

Só que essa escolha não é óbvia, porque não existe uma resposta fácil, que sirva para todos os casos. As três modalidades possuem vantagens e desvantagens, e cabe a você entender as diferenças antes de investir.

Neste artigo, você vai entender quando escolher um app nativo, quando optar por um web app e quando adotar uma app híbrido. 

Vamos entender como elas funcionam na prática? Acompanhe:

App nativo: o aplicativo tradicional

O app nativo é o aplicativo tradicional: aquele você baixa diretamente na Apple Store ou na Google Play Store. Ele é desenvolvido com base no sistema operacional em que vai funcionar, e usa os recursos nativos do aparelho para sua operação, como câmera e GPS. 

Alguns dos principais aplicativos que você utiliza no dia a dia são apps nativos, como WhatsApp, Facebook e Instagram.

As vantagens desse tipo de app estão relacionadas ao fato de serem desenvolvidos de forma personalizada e exclusiva para cada plataforma:

Vantagens do app nativo

A primeira vantagem do app nativo está relacionada à velocidade. Como ele é desenvolvido de forma personalizada para cada plataforma e precisa de um download para funcionar, ele é mais rápido e confiável dos que os outros modelos.

Ao mesmo tempo, o app nativo oferece uma experiência melhor ao usuário, porque utiliza mais funcionalidades nativas do aparelho, além de integração com as bibliotecas. 

Finalmente, outra vantagem do app nativo está na possibilidade de utilizar o aparelho sem conexão à internet. Em alguns casos, a atualização do app vai depender da internet, mas você poderá acessá-lo normalmente quando estiver offline.

Desvantagens do app nativo

As desvantagens do app nativo não estão relacionadas ao seu uso, mas sim ao desenvolvimento. Isso porque ele leva mais tempo do que os outros para ser desenvolvido, já que precisa ser concebido de forma personalizada para cada plataforma.

Além de ser mais demorado, esse processo de desenvolvimento é mais caro, porque exige mais soluções, testes e recursos para ser colocado em operação em cada plataforma. 

Entre as desvantagens, também podemos citar o fato de que o app nativo consome o espaço de armazenamento interno do celular. 

A outra desvantagem fica por conta da validação do app: cada sistema (Android e iOS) precisa autorizar e validar o aplicativo para que ele seja colocado à disposição na Apple Store e na Google Play. 

Web app: o site em formato de app

O web app é bem diferente do aplicativo nativo, porque ele não é um aplicativo real, e não estará disponível nas lojas dos sistemas operacionais.

Na realidade, o web app é um site desenvolvido de forma exclusiva para smartphones e tablets. Ele reconhece o dispositivo em que o usuário está acessando, e se adapta a ele. 

Para acessar o web app, o usuário utiliza o navegador do sistema operacional, como o Google Chrome ou o Safari. 

Confira as vantagens e desvantagens: 

Vantagens do web app

A principal vantagem do web app está relacionada aos custos de desenvolvimento. 

Como a página que vai incorporar o web app pode ser acessada de qualquer navegador em qualquer sistema operacional, a sua concepção é mais fácil, rápida e barata.

Além disso, você não precisa fazer download do web app. Assim, ele não consome espaço interno do seu dispositivo.

Desvantagens do web app

As desvantagens do web app estão relacionadas às funcionalidades oferecidas ao usuário, principalmente na comparação com os apps nativos. 

Por mais que a tecnologia tenha evoluído e hoje já seja possível enviar notificações para os usuários em web apps, utilizando plataformas como o Firebase, por exemplo, os web apps não têm, via de regra, acesso aos recursos nativos do celular, como câmera e GPS.

Além disso, eles têm um funcionamento mais lento do que os apps nativos, que são personalizados diretamente para cada sistema operacional. 

Outra desvantagem é a dependência de conexão à internet. Se você não estiver conectado, não conseguirá utilizar o aplicativo.

Finalmente, por não ser um aplicativo real, ele não estará disponível nas lojas, e será necessário um trabalho mais complexo de divulgação para atingir os usuários. 

App híbrido: o meio termo entre o app nativo e o web app

Como o próprio nome indica, o app híbrido é um meio termo entre o app nativo e o web app.

Assim como o site mobile, o aplicativo híbrido é construído na linguagem HTML5, CSS e Javascript. A diferença é que o código é alocado de maneira a integrar as funcionalidades que o celular oferece. 

Por isso, ele oferece uma experiência melhor do que os web apps, mas ainda não tão completa quanto a dos apps nativos.

É possível dizer que o app híbrido tenta pegar o melhor dos dois mundos, o que pode fazer bastante sentido para a solução que você precisa.

Vantagens do app híbrido

O app híbrido oferece recursos semelhantes ao do app nativo, mas tem desenvolvimento mais barato do que a do app nativo.

Isso acontece porque, como ele é metade nativo e metade híbrido, parte da linguagem de programação pode migrar de um sistema para outro. Não é necessário personalizar completamente o código.

Em relação ao web app, o app híbrido tem a vantagem de acessar recursos nativos do aparelho, além de possuir mais funcionalidades e estar disponível para download nas lojas de aplicativos.

Desvantagens do app híbrido

As desvantagens do app híbrido ficam por conta das funcionalidades e design com possibilidades mais restritas em relação ao app nativo, que é incomparável quando se fala em experiência e usabilidade para o usuário.

Já em relação ao web app, a desvantagem fica por conta do preço e dos custos para desenvolver, que são um pouco superiores na comparação direta.

E aí, qual a melhor solução para você?

Como escolher entre web app, app híbrido ou app nativo

Agora que você já conhece as principais diferenças, vantagens e desvantagens de cada tecnologia, é só escolher a melhor solução para a sua necessidade.

Mas talvez essa conclusão ainda não seja óbvia para você. Se este for o caso, você precisa elencar as suas prioridades. 

Para facilitar a sua vida, montamos um pequeno passo a passo com uma linha de raciocínio simples de entender:

Imagine, por um momento, que você tem dez bolinhas vermelhas, e precisa escolher entre dois cestos vazios. 

No primeiro cesto, está escrito ótima usabilidade.

No segundo cesto, está escrito preço baixo

Quanto maior o número de bolinhas que você colocar em cada cesto, maior a relevância que você dá para esses fatores.

De que maneira você distribuiria as dez bolinhas? 

Se você colocar pelo menos 8 bolinhas no cesto de ótima usabilidade, o seu lugar é na turma dos apps nativos.

Se, por outro lado, você inserir ao menos 8 bolinhas no cesto de preço baixo, o web app é a solução para o seu problema. 

Agora, se você puser no máximo 7 bolinhas em algum dos dois cestos, talvez seja mais interessante optar pelos apps híbridos

Viu como não é tão difícil? A decisão vai depender das suas prioridades e da maneira como o seu problema será solucionado pelo app.

Esperamos que o artigo tenha solucionado as suas dúvidas. Lembrou de alguém durante a leitura? Compartilhe! 

Ainda tem perguntas a fazer? Deixe um comentário ou entre em contato conosco, porque estamos ansiosos para ajudar!